Camarão

O cultivo do camarão marinho originou-se no sudoeste da Ásia, onde pescadores da região aprisionavam pós-larvas, em viveiros construídos na costa, até estas crescerem. Somente na década de 30 do século XX essa atividade atingiu novo patamar com a obtenção de desovas e pós-larvas de Penaeus japonicus por um pesquisador japonês em laboratório. A carcinicultura marinha pode ser dividida em cinco fases: 1) 1930/1965 – instalação de fazendas de cultivo no Japão. 2) 1965/1975 – expansão de pesquisas na China, Taiwan, França e Estados Unidos. 3) 1975/1985 – cultivo com alto nível de rentabilidade atraindo investidores. 4) 1985/1995 – surgimento de virose em Taiwan provocando queda de 75% na produção. 5) 1995/2005 – surgimento de virose no Equador, Panamá e Peru também provocando perdas. No Brasil, essa atividade iniciou em 1973, no Rio Grande do Norte, com o “Projeto Camarão”.

saúde

É bom para:

Camarão é uma excelente fonte de selênio que neutraliza os efeitos prejudiciais dos radicais livres, que é a principal causa de câncer e outras doenças degenerativas. Tem baixo teor de gordura e proteína de baixa caloria, é uma boa fonte de vitamina D, qualidades anti-inflamatórias, fonte de vitamina B12, fonte de ômega-3 os ácidos gordos

É ruim para :

Camarão contêm 1.610 miligramas de sódio por porção, ou 70 por cento do seu limite de ingestão superior, o colesterol na dieta é uma ameaça potencial por causa de sua capacidade de aumentar os níveis de colesterol no sangue, especialmente em pessoas sensíveis a ele.

Principais Nutrientes:

Proteínas
Cálcio
Vitaminas B1, B2 e B12
Ferro
Iodo
Zinco